segunda-feira, outubro 21, 2002

Bom, depois de uma fase de marés baixas, crises melodramáticas e um surto de falta de criatividade...o Fabulário Geral está fechando as portas e passando a régua, mas este Velhos safado e mau caráter que vos escreve não está se aposentando... O Fabulário volta em grande estilo depois de um domingo de praia(eita Posto 9...) , com um visual retrô mas com um conteúdo "muderno", a intenção deste blog é mostrar minha opinião, dar dicas e divulgar coisas interessantes sobre design, musica, cinema, fotografia, poesia, egotrips, delírios, jabaculê, culinária, psicotrópicos e o que mais me der na telha...fui!!

Ah, sim...o endereço novo é www.fabulariogeral.blogger.com.br, mas ainda está em fase de construção...

quinta-feira, setembro 05, 2002

Pois é.
Onde é que já se viu isso? Agora, para eu ler o meu blog predileto, eu tenho que escrever nele.
Oras! O mundo anda mesmo meio diferente.

segunda-feira, agosto 26, 2002









Bom,
resolvi quebrar o jejum para poder falar de uma coisa que acabou de me
acontecer...sim, eu fui no show do Caetano, e quer saber? Foi du caralho!!!Mas
é claro que temos que levar em consideração, ou melhor,
desconsiderar a parte em que ele toca "Sozinho", mas tudo bem...o
velho baiano relembrou em alto estilo vários de seus grandes sucessos
como, Leãozinho, trem das cores, Haiti e Tigreza . Com arranjos
mais "mudernos" e o precioso auxilio de Jacques Morelembaum
no Cello ele conseguiu até transformar Lulu Santos (O ultimo romantico),
que ficou belissima acompanhada apenas pelo violoncelo de Morelembaum...


 


 

quinta-feira, agosto 08, 2002

Trillha sonora do momento: Love rears it´s ugly head (living Colour)...sem comentários...simplesmente foda!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
SINTOMAS DE ESTAR AMANDO


O sobressalto martelando o peito

quando ela aparece

sem eu esperar.


A mente agoniada e contraída

pelo esforço contínuo

de entender; de explicar.


Tesão. Tesão. Tesão da carne,

essa que só a carne pode apaziguar.


A alegria, a gratidão confusa

por ela existir

e aqui estar.


O frio na boca do estômago

quando lembro de como essas coisas

costumam terminar.

Um pouco de Braulio Tavares


Proposta estilística


Tente nunca dizer:

EU TE AMO

tente nunca dizer:

A VIDA É BELA

Tente nunca dizer:

QUERIA TANTO SER FELIZ!

Dessas estúpidas ilusões

não vamos nos livrar

nunca.

Mas vamos tentar

- pelo menos -

melhorar o nível do nosso discurso.

sexta-feira, julho 26, 2002






Seja o que Deus Quiser (Paulinho Moska/ Fernando Zarif)


A
primeira vez que te vi, lembrei

Da primeira vez que me apaixonei

De repente o lugar que eu pisava, desapareceu

Toda cor em você, tudo em volta era nada

Somente teus passos na areia da estrada que me levava

O meu caminho era o teu

O bem me quer

O mal também me quer

Eu tô como o diabo gosta

E seja o que Deus quiser

Eu não sei se o céu tava azul ou preto

Eu não sei de nada, eu não vi direito

Com quem eu estava quando aconteceu

Acho que era errado

Se bem que deu certo

Como se o horizonte ficasse mais perto

A boca do teu desejo engoliu o meu

(Bis)

O bem me quer

O mal também me quer

Eu tô como o diabo gosta

E seja o que Deus quiser

O que Deus quiser

O que o acaso quiser

Seja o que Deus quiser







Boca
(George Israel/ Paulinho Moska)


Adoro o cheiro da sua boca

O gosto da tua saliva

A carne dos teus lábios

A cor dos teus dentes

Adoro morder tua língua

Ah! Lamber o teu céu

Beijar o teu beijo

Respirar o teu ar

A A A A A

Adoro o que você mastiga

Quando me engole

Tudo que tua boca toca

Vira grande novidade

U U U U

De todas as bocas do Planeta, Ah!







Vontade
(Paulinho Moska)


Todo mundo tem alguma vontade

Alguma coisa instigante

Algo incontrolável, diferente

Um desejo alucinante

Todo mundo tem alguma vantagem

Ninguém é totalmente ruim

A sua vantagem é aminha vontade

De trazer você pra mim

Vontade pode ser ímpeto

Pode ser reflexo

Vontade pode ser momento

Ou apenas sexo

Eu sou o homem

Você a mulher

O homem só quer o que a mulher também quer

Vontade

Desejo

Fissura

Paixão









 

Virtual(mente)


(Road Thang [Cook/ Slater] versão: Paulinho Moska e Nilo Romero)


De onde vim? Pra onde irei? Não sei

Nada está no mesmo lugar

Meus olhos no espelho, ainda estão vermelhos

Não aguentam me ver chorar

Eu daqui, você de lá

Encontros virtuais todo dia

Eu já nem sei no que vai dar

Nossa paisagem nova, pop filosofia

Outra realidade pra anestesiar

Nossa viagem sem sair do lugar

Sei que nosso amor ainda navega

Mas tudo que eu grito não chega aos seus ouvidos


Nada
mantém o meu coração refém

Preso no espaço sideral

No abismo da rede, ondas que vão e vêm

Alimentando o amor ideal

Tudo bem, tudo igual

Novamente sem seu sorriso

Até amanhã e ponto final

Pra ir pro paraíso, tudo que eu preciso

É de outra realidade pra anestesiar

Nossa viagem sem sair do lugar

Sei que nosso amor ainda navega

Mas tudo que eu grito não chega aos seus ouvidos



Eu numa ilha sem balanço do mar

Mal, minhas garrafas sempre voltam pra cá

Talvez tudo vá se encaixar

Mas sei: solidão a dois, nunca mais









 

Mesmice
(Paulinho Moska)



Mesmo que você não saiba o quanto eu te amo

Mesmo que tudo que eu queira pra nós seja um grande engano

Mesmo que eu me arrependa ou faça o que você quiser

Ou mesmo que seja a mesma coisa que já é...


Mesmo
que nada volte a ser o que era

Mesmo que a gente descubra que tudo já era

Mesmo que o fogo reacenda e o sexo fique animal

Mesmo que mude pra sempre e depois fique igual

(Refrão)

Nada vale a pena Pra quem nem quer tentar

Tudo vale a pena

Mas, se você quer deixar tudo como está

Eu acho que...


Mesmo
que a gente repita tudo o que já foi feito

Mesmo que a gente conserte os mínimos defeitos

Mesmo que haja uma fenda para se atravessar

Mesmo que o grande final dê no mesmo lugar

Mesmo não tendo legenda embaixo do nosso beijo

Mesmo sabendo que nós já não somos os mesmos

(Refrão)

Nada vale a pena Pra quem nem quer tentar

Tudo vale a pena

Mas, se você quer deixar tudo como está

Eu acho que...










Eu ainda não falei desse cara e vou aproveitar este momento em que estou ouvindo muito suas músicas. O Paulinho Moska é foda, tem uma puta pegada no violão e boas letras, sem contar que nos shows ele é um furacão, tem uma super presença de palco! Enfim aproveito pra dedicar essas musicas pra vc...

A Seta e o Alvo


Eu falo de amor à vida

Você, de medo da morte

Eu falo da força do acaso

E você, de azar ou sorte

Eu ando num labirinto

E você, numa estrada em linha reta

Te chamo pra festa

Mas você só quer atingir sua meta

Sua meta




É a seta no alvo

Mas o alvo, na certa não te espera



Eu olho pro infinito

E você de óculos escuros

Eu digo: "Te amo"

E você só acredita quando eu juro

Eu lanço minha alma no espaço

Você pisa os pés na terra

Eu experimento o futuro

E você só lamenta não ser o que era

E o que era?




Era
a seta no alvo

Mas o alvo, na certa não te espera


Eu
grito por liberdade

Você deixa a porta se fechar

Eu quero saber a verdade

E você se preocupa em não se machucar

Eu corro todos os riscos

Você diz que não tem mais vontade

Eu me ofereço inteiro

E você se satisfaz com metade


É
a meta de uma seta no alvo

Mas o alvo, na certa não te espera




Então me diz qual é a graça

De já saber o fim da estrada

Quando se parte rumo ao nada?

Sempre a meta de uma seta no alvo

Mas o alvo, na certa não te espera

Então me diz qual é a graça

De já saber o fim da estrada

Quando se parte rumo ao nada?


segunda-feira, julho 22, 2002








Pra você...

Don´t worry, be happy


Here's
a little song, I wrote

I might want to sing it note for note

Don't worry, be happy

Every life we has some trouble

When you worry you make it double

Don't worry, be happy ho…

(Don't worry, be happy yeah)

Uh uh uh uh don't worry be happy….(4x)

I arco place who lay your head

Somebody came and took your bed

Don't worry, be happy

The land lord say your rent is late

Hey may have to lit the gate

Don't worry, be happy (look at me I'm happy)

Uh uh…,don't worry, be happy

(I give you my phone no. When you worried call me I make you happy)
oh…

Don't worry, be happy

Ain't got no cash, ain't got no style

In gumble gull to make you smile

But don't worry, be happy

Coz when you worry your face will frown

In that will bring everybody damn

So don't worry, be happy…(5x)

Now then, this song I wrote

I hope you learn it note for note

(Like good to children) don't worry, be happy

Listen to what I say in your life inspect some trouble

When you worry you make it double

Don't worry, be happy…


quinta-feira, julho 18, 2002

Error 503: Unable to load template file. We're working on this. Please try back later.[more info]

isso vai ser pra sempre???????? Ahhhhhh....eu odeio o Blogger!!!!!!!







Ohhh....Hank...you know...you got it right...

I'm In Love (Charles Bukowski)


she's young, she said,

but look at me,

I have pretty ankles,

and look at my wrists, I have pretty

wrists

o my god,

I thought it was all working,

and now it's her again,

every time she phones you go crazy,

you told me it was over

you told me it was finished,

listen, I've lived long enough to become a good woman,

why do you need a bad woman?

you need to be tortured, don't you?

you think life is rotten if somebody treats you rotten it all fits, doesn't
it?

tell me, is that it? do you want to be treated like a piece of shit?

and my son, my son was going to meet you.

I told my son and I dropped all my lovers.

I stood up in a cafe and screamed

I'M IN LOVE,

and now you've made a fool of me. . .

I'm sorry, I said, I'm really sorry.

hold me, she said, will you please hold me?

I've never been in one of these things before, I said, these triangles.
. .

she got up and lit a cigarette, she was trembling all over.

she paced up and down,wild and crazy.she had a small body.

her arms were thin,very thin and when she screamed and started beating
me

I held her wrists and then I got it through the eyes:hatred, centuries
deep and true.

I was wrong and graceless and sick.all the things

I had learned had been wasted.

there was no creature living as foul as

I and all my poems were false.